';
side-area-logo
Jornadas do Património 2018


Ao longo dos anos, o Município de Montemor-o-Novo tem apostado na defesa, valorização e divulgação do imenso e riquíssimo património cultural do concelho, quer através de projetos próprios, quer através do apoio a diversos investigadores e entidades que se têm debruçado sobre esta temática. Assim desde 2010, e com uma periodicidade bianual o Município organizou já 4 edições destas jornadas que têm como objetivo dar a conhecer aos cidadãos o seu património e quem o trabalha. Ao contrário das restantes edições que tiveram temáticas específicas, nesta 5.ª edição tentou-se privilegiar as mais recentes investigações que estão a ser realizadas no concelho. Pode consultar o programa no final desta página.

Na 5.ª Edição das Jornadas do Património terá ainda lugar a apresentação do 3.º número, da 3.ª série, da Almansor | Revista de Cultura. Esta revista constitui um repositório ímpar do conhecimento histórico e cultural de Montemor. A revista, cujo primeiro número foi lançado em 1983, vai já na sua terceira série, sendo este o seu terceiro volume. Nesta terceira série a revista deixou de ter um âmbito municipal e começou a receber e publicar artigos referentes a outros concelhos, adquirindo assim uma visibilidade regional, embora privilegiando sempre o concelho de Montemor-o-Novo.

As Jornadas do Património iniciam-se às 10h do dia 22 de Setembro de 2018 no auditório da União de Freguesias de N. Sra. da Vila, N. Sra. do Bispo e Silveiras e a entrada é livre, não carecendo de inscrição.

Programa das Jornadas do Património 2018

10h00 – Abertura das Jornadas do Património 2018 – Presidente da Câmara Municipal
10h30 – O Unicum do Escoural: o Carlos, o Pacheco e os bucrâneos num Santuário (quase) esquecido – Ana Vale e Rui Mataloto
11h00 – O Mosteiro de Santa Cruz de Rio Mourinho da Congregação da Serra de Ossa: análise preliminar, espacialidade e morfologia arquitetónica – Rolando Volzone
11h30 – Pausa para café
11h45 – Projeto volunteers scapes – voluntariado e biodiversidade – as primeiras intervenções no castelo de Montemor-o-Novo – Marta Matiolli
12h15 – A colina de Sta. Maria da Vila – uma proposta de virtualização de um bairro medieval intramuros – Carlos Carpetudo e Gonçalo Lopes
12h45 – Debate
13h00 – Intervalo para almoço
14h30 – João Luis Ricardo e a 1ª República em Montemor-o-Novo – Teresa Fonseca
15h00 – “Tantas pedrinhas como barro” – A cerâmica de Montemor-o-Novo na vida dos portugueses (Sécs. XVI-XVIII) – Tânia Casimiro
15h30 – S. João de Deus na arte – pintura e escultura – Augusto Moutinho Borges
16h00 – Debate
16h15 – Pausa para café
16h30 – Apresentação da revista Almansor n. 3 – 3ª série – Manuela Pereira

Carlos Carpetudo