Topónimos rurais de Montemor-o-Novo

Na sequência do dicionário toponímico de Montemor-o-Novo, descubra agora a origem de alguns dos nomes dos lugares e sítios do concelho de Montemor-o-Novo. Os nomes de lugares, ou topónimos, surgiram da necessidade das pessoas se referirem, de modo simples e inequívoco, aos sítios por onde se deslocavam no dia-a-dia, onde certas pessoas residiam e trabalhavam, ou onde ocorriam determinados acontecimentos. A persistência da toponímia tradicional é, por isso, muito grande, enraizada que ficou na memória dos habitantes e constituindo, nessa medida, parte significativa do património imaterial do território concelhio e de todos quantos nele residem.

Reabertura do Centro Interpretativo do Castelo

No âmbito da programação do dia 8 de março – Dia do Município, de S. João de Deus e Internacional da Mulher – irá realizar-se no dia 7 de março, pelas 16h00, a Reabertura do Centro Interpretativo do Castelo. O castelo de Montemor-o-Novo é um dos mais emblemáticos elementos do património cultural concelhio e um dos locais da cidade mais visitados. Inaugurado em 8 de março de 2007, o Centro Interpretativo do Castelo, localizado na antiga igreja de S. Tiago, foi agora novamente intervencionado de modo a melhorar e a dignificar as instalações de receção e acolhimento aos turistas atraindo novos fluxos de visitantes. Face ao condicionamento da circulação no Castelo de Montemor-o-Novo provocado pelas obras do Convento da Saudação, o acesso ao Centro Interpretativo (antiga Igreja de S. Tiago) será feito provisoriamente pela porta da Torre da Má Hora.

A procissão de São Filipe

A imagem que partilhamos é uma proposta de recriação de como seria a procissão das relíquias de São Filipe e que seguia desde o Convento de São Francisco até à Ermida de Nossa Senhora da Luz.

Dicionário Toponímico de Montemor-o-Novo

Descubra a origem dos nomes das ruas, travessas e largos da cidade de Montemor-o-Novo.

Aerofotogrametria aplicada no Castelo de Montemor-o-Novo

As escavações arqueológicas do Castelo de Montemor-o-Novo têm sido documentadas por várias vezes recorrendo à aerofotogrametria para acompanhamento da sua evolução ao nível da conservação.

Santa Maria do Bispo em obras (1524-34)

O retorno a este projeto de reconstrução virtual aconteceu com o intuito de poder demonstrar o processo de trabalho da reforma manuelina da Igreja de Santa Maria do Bispo, no Castelo de Montemor-o-Novo. Ilustrando, ao mesmo tempo, como era construída uma igreja há 400 anos.

Global Digital Heritage pela primeira vez em Portugal

Entre os dias 6 e 24 de abril, o Alentejo Central e o Baixo Alentejo serão palco, pela primeira vez em Portugal, de uma campanha da Global Digital Heritage, uma ONG americana sem fins lucrativos que se dedica ao levantamento digital 3D de património cultural numa perspetiva de salvaguarda digital, de potenciação das comunidades e de divulgação multimédia dos monumentos e sítios arqueológicos e patrimoniais.

Boas Festas!

A descoberta de uma série de pinturas rupestres nas paredes da gruta do Escoural, veio colocar em causa a criação da personagem do Pai Natal pela Coca-Cola.

Santa Maria da Vila | Reconstrução Virtual

Parte da antiga paróquia de Santa Maria da Vila, onde se situavam alguns dos edifícios mais importantes da vila intramuros de Montemor-o-Novo, foi alvo de escavações arqueológicas durante cerca de dez anos. Esta é a nossa proposta para a sua reconstrução virtual.

Jornadas do Património 2018

No próximo dia 22 de Setembro, pelas 10h, acontecem as Jornadas do Património 2018 no auditório da União de Freguesias de N. Sra. da Vila, N. Sra. do Bispo e Silveiras. A entrada é livre.