';
side-area-logo
A Fuga da Prisão de 1883


No dia 12 de abril de 1883 teve lugar um acontecimento na vila de Montemor que teria ficado para sempre esquecido não fosse a existência na Ermida de Nossa Senhora da Visitação de um ex-voto que o relata.

O átrio do edifício dos Paços do Concelho actualmente.

Tratou-se do episódio da fuga dos presos da cadeia de Montemor-o-Novo, que nessa altura se situava no piso inferior do edifício dos Paços do Concelho. A fuga dos presos deve ter constituído um acontecimento tão assustador que motivou o pedido de auxílio à Senhora da Visitação e posteriormente a realização desta pintura como forma de agradecimento.

Este ex-voto é constituído por uma pintura ilustrativa do acontecimento com legenda inferior. Na pintura podemos observar a sala de entrada da atual câmara, as escadarias e a porta que dava para a prisão (onde atualmente se encontra o serviço de contabilidade do Município) e de onde vem aparentemente a sair um preso. Ao centro podem observar-se dois homens a lutar e pela porta exterior, que estava aberta, são visíveis a grade e o muro em frente ao edifício da Câmara Municipal onde está situada a epígrafe romana. Na cena aparece uma única mulher que se encontra nas escadas, aparentemente a pedir ajuda. No topo da composição encontra-se a imagem protetora da Senhora da Visitação.

A localização do ex-voto na sacristia da Ermida de Nossa Senhora da Visitação.

Na legenda inferior pode ler-se “Milagre que fez N.S. da Vizitação a Joaq.m An. to Giraldo, e a sua mulher Mariana Rita, por os têr salvo do grande prigo que curerão no dia 12 d’Abril de 1883, pela invasão dos presos da cadeia d’esta villa de Monte-mor o Novo”.

Esta pintura, assim como todas as outras, constitui uma excelente fonte para o estudo do traje utilizado na época, sendo visíveis dois homens com alforge, uma peça muito utilizada na altura e que atualmente só subsiste nos trajes dos grupos folclóricos. Para além dos trajes e do mobiliário, os ex-votos constituem também um excelente testemunho da evolução da linguística popular.

A coleção de ex-votos da ermida de Nossa Senhora da Visitação é composta por 198 peças sendo a mais antiga exposta de 1780 e a mais recente de 1929. Tratar-se-iam de encomendas das famílias a artistas populares locais como o comprovam a ingenuidade das composições e os persistentes erros de ortografia. Estes ex-votos retratam a devoção do povo de Montemor e arredores a Nossa Senhora da Visitação.

Carlos Carpetudo